Tesouro Direto: Descubra se os títulos pagam taxas históricas e se vale a pena investir

广告位火热招租中

Interrompida semana de negociações do Tesouro Direto

As negociações do Tesouro Direto começaram essa semana tal como terminaram a anterior: interrompidas. Nesta segunda-feira (10), o mercado de títulos públicos amarga mais uma projeção de alta do Boletim Focus, do Banco Central (BC).

Retorno dos papéis atrelados à inflação e prefixados

No mesmo horário, papéis atrelados à inflação chegavam a pagar patamares históricos. O Tesouro IPCA 2029 oferecia 6,30% de retorno real pela primeira vez desde que foi disponibilizado. Dentro da modalidade, era o papel com maior juros.

No caso dos prefixados, o Tesouro 2031 pagava 12,20%, um novo recorde registrado no mercado de títulos públicos.

Previsões do Boletim Focus para a inflação

Hoje, o Boletim Focus voltou a projetar uma inflação maior em 2024. Segundo o relatório, a expectativa para a inflação deste ano saiu de 3,88% para 3,90%, em movimento parecido ao das últimas semanas.

A mesma tendência foi observada nas previsões para os próximos anos, com um aumento na projeção para 2025 e estabilidade para 2026. A meta de inflação perseguida pelo Banco Central é de 3% para 2024 e 2025, sempre com margem de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Fatores de incerteza impactando as taxas dos títulos públicos

Dentre os fatores de incerteza, a dúvida sobre quando o banco central americano, o Federal Reserve (Fed), começará a cortar juros nos Estados Unidos pesa e muito. Atualmente, a maioria do mercado calcula um início de corte de juros americanos em novembro deste ano.

Essa incerteza tem resultado em elevações dos juros futuros, aumentando as remunerações dos títulos prefixados e dos títulos atrelados à inflação.


Por /Cris Almeida


广告位火热招租中